Connect with us

Religião

Esta é grande aflição do Papa que a mídia insiste em ignorar

Published

on

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Covid-19, o Papa Francisco vem se mostrando muito preocupado com a população mundial.

O Papa afirmou que que a Igreja deve estar “ao lado dos que sofrem”, ele está ciente de que o mundo está diante de um dos maiores desafios da história recente da humanidade, a Covid -19, em poucos meses já se espalhou por todos os continentes.

Neste novo cenário, a mídia e a opinião pública está voltada para a pandemia do novo coronavírus e uma das maiores aflições do Papa Francisco são com os milhares de refugiados provenientes das regiões que mesmo durante a grave crise da Covid-19, continuam em conflito e guerra, como por exemplo, os sírios que ainda se vêm obrigados a abandonar o seu país.

Esta grande massa de refugiados que já vive à margem do mundo e que sofrem com a calamidade, fome, abandono e toda a sorte de desumanidade não podem continuar sendo ignorados durante a pandemia.

Advertisement
Advertisement

Por esta razão, o Papa Francisco fez um pronunciamento no dia 11 de março, um pedido de socorre para estas pessoas que padecem de tantos outros sofrimentos:

Não gostaria que esta dor (o coronavírus), esta epidemia tão forte nos faça esquecer os pobres sírios que estão sofrendo na fronteira da Grécia e da Turquia: um povo há anos sofredor. Devem fugir da guerra, da fome, das doenças. Não esqueçamos os irmãos, irmãs e tantas crianças que estão sofrendo ali”, afirmou Francisco.

Covid-19 – Siga as recomendações da OMS : FIQUE EM CASA

Advertisement
Advertisement

Copyright © 2018 | BBB News | Todos os direitos reservados