Connect with us

Curiosidades

Filha faz campanha para NÃO VOTAREM em seu pai que está se candidatando para as próximas eleições

Published

on

Robert Reagan é um cidadão de Michigan que decidiu se candidatar a Deputado Estadual. Como qualquer um que observa o meio político sabe, seja qual for a sua posição, você terá diferentes adversários.

O que você não espera é que um de seus adversários seja da sua própria família, principalmente sua filha. 


Ele se candidatará pelo partido Republicano à Casa dos Deputados de Michigan, e suas propostas são estas: redução de impostos, conserto de estradas, proteger os fetos, diminuir a conta de luz, dentre outros (conforme é dito no site de sua campanha).


Sua filha discorda dele em algumas questões, e por isso decidiu falar no Twitter ao povo de Michigan que NÃO VOTE em seu pai. Normalmente as eleições estaduais de Michigan não chamam atenção nacional, mas o apelo da filha foi tão incomum que chegou a 191.000 likes na rede social.

“Se você está em Michigan e tem 18+, por favor, pelo amor de Deus, não votem no meu pai pra deputado estadual. Diga pra todos”, comenta a menina, filha de Robert Reagan.

Depois ela revela o nome do pai, mas diz que não se sente segura em falar sobre os tópicos em que discorda dele especificamente, entretanto, influencia a todos que por conta própria leiam as suas propostas.


De acordo com o site Daily Dot, suas propostas vão além do que é dito no site da campanha: ele quer restaurar a milícia constitucional de Michigan, tornar o inglês a língua oficial do estado (ainda não é), acabar com qualquer reforma nas políticas de imigração e se opor completamente a qualquer forma de aborto.


Depois da viralização do post, que obviamente foi aproveitado pelos seus adversários, Robert publicou uma declaração no Facebook, dizendo que ele se sente feliz por sua filha confiar tanto no relacionamento entre os dois que discorde dele em público. Ele afirma que a 1ª emenda na constituição garante e encoraja que todas as perspectivas devem ser expressadas sem culpa.

Advertisement
Advertisement


Entretanto, em entrevista ao The Hill ele comentou mais profundamente e em tom menos ameno sobre o impasse: “muitos estudantes quando vão pra esses campus universitários liberais, como a Universidade de Colorado, Universidade do Texas e Austin – e ela foi pra Universidade de Colorado – sabe, eles são como que sugados nessa ideologia marxista, comunista, e eu e ela não vemos olho por olho quando o assunto é esse todo do socialismo, comunismo e filosofia marxista”.


O The Hill perguntou a ele qual provavelmente foi a causa que levou ela a se declarar publicamente contra o próprio pai. Ele crê que a questão seja sobre se existe um racismo sistêmico ou não na sociedade.


“Ela é uma grande crente disso. O único lugar onde eu realmente vejo racismo sistêmico seria nas clínicas de aborto porque elas parecem mirar na comunidade afro-americana”


A mãe da menina saiu em defesa dela, fazendo diversas acusações contra o o pai, como por exemplo de que ele não foi à formatura da filha porque ele estava “preso por dirigir bêbado” 


Contudo, existe uma foto dele na formatura com a filha está em seu Instagram:

Muito complicada essa história, viu?

Fonte: via

Advertisement
Advertisement

Copyright © 2018 | BBB News | Todos os direitos reservados