Connect with us

Curiosidades

Mãe e filha se formam em medicina juntas e viralizam nas redes sociais

Published

on

O fruto não cai longe do pé. As médicas Cynthia Kudji Sylvestere e Jasmine Kudji provam o ditado. Elas são mãe e filha, se formaram na faculdade ao mesmo tempo e começam suas residências médicas no mesmo ano!

A história delas ganhou manchetes no mundo todo e viralizou na internet. É uma história pra lá de inspiradora!

Ela começa em Uganda. Cynthia nasceu no país africano e foi morar nos Estados Unidos quando tinha 2 anos. A família fez uma viagem de volta para Uganda e foi quando Cynthia descobriu seu desejo por medicina.

Cynthia encontrou uma jovem e pediu para cuidar do seu filho doente. “Ver essa disparidade realmente me abalou e me fez querer fazer algo a respeito.”

Mas ela teve que adiar o sonho de ser médica quando engravidou de Jasmine, aos 22 anos. Decidiu iniciar sua carreira como auxiliar de enfermagem, depois, se tornou enfermeira. “Quando Jasmine estava na faculdade, percebi que era o momento certo para eu realizar meu sonho de ser médica.”

Em 2013, Cynthia fez sua matrícula na Universidade de Medicina e Ciências da Saúde, na Ilha de St. Kitts, no Caribe. Jasmine cresceu vendo a mãe cuidar de pacientes, então, o curso de medicina era uma escolha “natural”. Entrou para a faculdade dois anos depois de Cynthia, terminando seus estudos na Louisiana State University, em Nova Orleans.

Advertisement
Advertisement
mãe e filha negras com roupas médicas sorrindo

Residência em meio a pandemia

Cynthia optou por fazer residência em medicina da família. Jasmine fará especialização em cirurgia geral. Elas começam em julho, em meio a pandemia do coronavírus.

“Como mãe, estou muito preocupada em começar no meio de uma pandemia. Não sei se teremos EPIs suficientes. Eu me preocupo com minha filha, sendo potencialmente exposta à COVID-19. Mas, ao mesmo tempo, é para isso que nos inscrevemos.”

Mulheres negras médicas

Lá, como aqui no Brasil, é muito difícil ver mulheres negras médicas. No hospital onde Cynthia fará sua residência, existe apenas uma cirurgiã negra.

Histórias como a sua e de Jasmine são importantes para inspirar mais meninas negras que têm o sonho de serem médicas, mas faltam a elas referências para acreditar que é um sonho possível.

“As cirurgias em geral são incomuns. Não é sempre que vejo pessoas que se parecem comigo em meu campo, por isso é tão importante para nós garantir que mostremos nossos rostos e divulguemos nossa história”, afirmou.

mãe e filha negras vestindo beca formatura medicina

Fonte: via

Advertisement
Advertisement
Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 | BBB News | Todos os direitos reservados