Connect with us

Notícias

Multidões se aglomeram para saque emergencial nas agências da Caixa Econômica

Published

on

Mesmo com à pandemia do coronavírus, multidões se aglomeraram na segunda-feira (27) em filas de agências da Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro para tentar sacar os R$ 600 do auxílio emergencial. Muitas pessoas chegaram a dormir na fila para conseguir atendimento. 

Em torno do meio dia, era impressionante a extensão da fila em Bonsucesso, na Zona Norte, que dava a volta no quarteirão. Muita gente usava máscara protegendo a boca e o nariz, mas o distanciamento mínimo não era respeitado.

A fila por lá já dobrava a esquina da agência da Caixa às 6h. Muitos idosos, os trabalhadores levaram caixotes, papelão e cobertores para ficarem de madrugada na calçada e aguardar a abertura da agência. 

Aglomeração após abertura da Caixa Econômica Federal em Bonsucesso, na Zona Norte — Foto: Reprodução/TV Globo

Às 8h15, quinze minutos após a abertura da agência, teve aglomeração na porta da Caixa quando funcionários faziam a triagem e davam orientações aos contribuintes. 

Por volta do meio dia, a aglomeração na fila da agência de Bonsucesso era ainda maior. Com sol forte, as pessoas se aglomeravam sob a marquise para ficar na sombra. Muitas usavam sombrinhas para se proteger do sol. 

Fila na agência da Caixa em Bonsucesso por volta do meio dia desta segunda (27) — Foto: Reprodução/TV Globo

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, uma longa fila foi formada do lado de fora de uma agência da Caixa. 

Fila para agência da Caixa em Duque de Caxias nesta segunda (27) — Foto: Reprodução/TV Globo

Pela terceira semana seguida, o mesmo ocorreu nas sedes da Receita Federal, onde contribuintes aguardavam desde a noite de domingo (26) para regularizarem o CPF e terem acesso ao benefício.

Advertisement
Advertisement

De acordo com a Caixa, mais de 47 milhões de trabalhadores já se cadastraram no site e no aplicativo para a obtenção do benefício, mas muitos ainda não conseguiram acesso às plataformas e passam horas nas sedes da Receita para entenderem a situação.

Às 6h10 desta segunda (27), a fila dobrava a esquina da Receita Federal em Madureira, também na Zona Norte do Rio. Uma das primeiras a chegar foi Sabrina, grávida de 39 semanas, que foi a pé de Vaz Lobo até a agência porque não conseguiu um ônibus. Ela precisava fazer o CPF dos filhos. 

“A gente fica revezando: senta um pouquinho e levanta, pra ver se dá uma aliviada nas dores”, comentou sobre a experiência de dormir na fila. 

Às 8h, 100 senhas foram distribuídas na fila, o que não foi suficiente para a quantidade de pessoas que esperavam pelo atendimento. Poucos minutos depois, um funcionário da Receita entregou mais 50 fichas, mas ainda sim muitas pessoas ainda aguardavam no local.

Fonte: via

Advertisement
Advertisement

Copyright © 2018 | BBB News | Todos os direitos reservados